Video de sexo anal amador mulher de corno bucetuda metendo gostoso pro corno filmar do seu marido corno de josé bonifácio

9 min

Categoria:

Tag: , , ,

visualizações

9 min

Categoria:

Tag: , , ,

Video de sexo anal amador mulher de corno bucetuda metendo gostoso pro corno filmar do seu marido corno de josé bonifácio

Video de sexo anal amador mulher de corno bucetuda metendo gostoso pro corno filmar do seu marido corno de josé bonifácio

Pedro assim como Sérgio, começou o vai-e-vem, metendo com intensidade.

Ele queria que fizesse um filme erótico amador, onde ele seria o diretor e câmera, e eu seria sua atriz principal.

Naquela noite ficamos todos em casa, meu primo e eu jogando vídeo game no quarto de meus pais, e nossas mães com as meninas vendo TV na sala.

O tempo foi passando e ela foi gemendo cada vez mais alto e perguntando para mim se estava do jeito que queria até que ela me chamou de corno manso e eu fiquei bastante excitado com aquilo, cheguei até a me masturbar para a minha própria mulher dando para outro, estava tudo perfeito, do jeito que eu sempre imaginei.

-Isso corno, fica de pau duro de novo, fica com a rola bem dura enquanto sua mulher dá pro preto da rola gigante.

Fiz o seguinte, sabia que minha Tia Josefa toda terça-feira ia fuder com meu pai na cachoeira do sitio, com o pretexto de ir fazer uma limpeza de corpo coisa de espiritismo, mentira da porra dizia que precisava ficar só para purificar corpo e alma nua na cachoeira, ninguém tinha coragem de ir lá ver, meu pai vinha por dentro da fazenda que ele administrava por trás da cachoeira amarrava o cavalo e socava pica adoidado na minha tia que ficava alucinada falava cada loucura que as vezes eu achava que tava encorporada de algum encosto bravo, descobrir porque fui da meu cuzinho lá uma vez a um vaqueiro de quase 80 anos procurando uma vaca desgarrada entrou nas terras de pai, encontrei o velho e cobrei pedágio, ou seja em pica só saia com ou sem vaca se me comesse o velhinho disse olha gente e eu que achei que nunca mais ia comer ninguem eu nessa idade me aparece um franguinho deste venha cá meu filho e fomos montei e indiquei a cachoeira era tardizinha o sol pra se pôr quando lá chegamos pra minha surpresa peguei meu pai enfiado todo no rabo de minha tia eu cheguei a sentir as bolas batendo na minha bunda do jeito que ele a fodia, o coroa falou: deu merda vamos vazar daqui.

Aí, eles param, ela coloca uma venda nos olhos da mulher e começam a tirar fotos dela de todo jeito.

…meu cuzinho já estava todo melado com a baba dele e aquela língua não parava de invadir meu rabo, até que senti uma pressão enorme e uma dor que nunca tinha sentido antes, não sabia o que era então tentei me virar pra ver e ele não deixou, continuou forçando e meu cu tava rasgando literalmente até que levei a minha mão para ver o que era e sabe o que eu peguei na entrada do meu cu? Peguei o punho dele, pq a mão tava toda dentro do meu rabo e ele forçando, delirei de tesao quando senti aquilo que a dor passou, comecei a rebolar na mão dele e meu pai começou a balançar, logo saiu muita baba dele e como eu tava de bruços no carro eu pude ver escorrendo aquele semen do meu pai, não cheguei a gozar mas tava quase, então ele tirou a mão de dentro e começou a bater na minha bunda, me chamar de gostoso, de cadelinha, de safado, me mordeu nas costas e orelha e meteu sem camisinha mesmo, com força e tesão, estava tomado pelo prazer, arranhava minhas costas, passava a mão, apertava minha bunda e eu pra provocar empinava bem e forçava contra o pau dele, ele gemia e uivava de tesão até que disse que ia gozar e perguntou onde eu queria, então eu pedi na boca, ele tirou de dentro e antes de eu começar a chupar peguei meu celular e liguei o flash pois estava noite e coloquei filmar e alcancei pra ele enquanto comecei a chupar aquele pau gostoso, lambi as bolas e passei a língua no cuzinho, ele gritou e disse que ia gozar, então eu chupei com vontade enquanto ele me filmava, jorrou porra na minha garganta que cheguei engasgar, tirei da boca e deixei derramar aquele leite grosso e cheiroso na minha barba e cara enquanto eu olhava pro celular com cara de safado, bati o pau na minha cara ate sair tudinho, muita porra, entrou ate no meu nariz. Primeiro segurei-o e fui dando beijinhos na sua cabecinha, depois passando a língua em volta dela, sugando bem devagar, passando os dentes bem de leve, enquanto minha mão fazia vai e vem, fui lambendo ele todinho, até chegar nas bolas, chupei cada uma delas, Depois lambi seu pau novamente até chegar na sua cabecinha, fui sugando devagar, e fazendo vai e vem, chupando e massageando, cada vez engolindo mais seu pau gostoso e duro. Da cozinha vejo minha amada noivinha mamando um caralho enorme do meu tio, ela já sem a parte de cima do biquini, não aguento de tanto T, e começo a me masturbar ali mesmo vendo aquela cena que sempre sonhei, até que minha noiva vê e me chama, mandando que me aproximar, assim que saio da cozinha escuto a Julia falando para sentar-me junto dela em uma espreguiçadeira, quase morro de vergonha mas vou, e assim que me sento escuto ela dizer, nossa , tudo isso é T em ser corno e cai na risada. De repente percebo que as mãos são mais peludas que as de meu marido e olhando surpresa vejo o Rafael tendo a Marlene ao seu lado sorrindo meigamente para mim.