Travesti Pega Seu Namorado Marcando Encontro Com Mulher E Faz Ele Chupar Seu Pau

Travesti Pega Seu Namorado Marcando Encontro Com Mulher E Faz Ele Chupar Seu Pau

Travesti Pega Seu Namorado Marcando Encontro Com Mulher E Faz Ele Chupar Seu Pau

Começo de ano estava de férias e acabamos marcando o dito café, fui até a casa da tia Janeide e quando cheguei pude perceber que ela estava só, minha prima tinha ido a casa de uma amiguinha, enfim arrumou um belo café e nos sentamos, conversa vai conversa vem ela me convida para subir e ver algumas fotos no notebook, sentamos no sofá e tudo estava normal até que ela pega em minha mão e pede porque eu estava tremendo, sem deixar responder me beijou e disse fica tranquilo estamos sós…com isso acabei revidando o beijo, a partir dai que as fotos ja haviam sido esquecidas, estávamos na maior pegação, tia Neide tinha um beijo muito gostoso, ela levantou e me puxou pelo braço e fomo até o quarto, chegando ela abriu uma gaveta de seu roupeiro e disse, olha quantas sente saudade disso, mas agora você não precisa mais delas. Me chamo Fernando, moro em PAsso Fundo interior do Rio GRande do Sul, tenho 1,80 moreno claro 82 kg, malho mas não sou saradão, cabelos e olhos castanhos 26 anos. – Tem perigo de sua irmã chegar, não?– Acho que não, e se ela chegar não vai ligar… já vi ela com o namorado aqui na maior ferveção…Ele se ajoelhou e levou a calcinha dela para o lado e ficou olhando. No outro dia (sexta) a conversa evolui-o e decidimos marcar um encontro em um bar para conhecer o pretendente. ""Em uma bela noite decidi ir a casa de swing com minha peguete já que éramos dois safados queria ver ela transando com outra mulher, a noite estava ótima chegamos começamos a beber uns drinks chegou casal um senhor bem aparentado e uma loira muito gostosa eu já fiquei todo empolgado eles perguntaram se éramos novos na casa de swing respondi que só estávamos conhecendo a casa e queríamos realizar uma fantasia queria ver minha peguete com outra mulher enquanto euFicava curtindo do vouyerismo , então o senhor vem aparentado já falou a realidade, que a mulher dele havia gostado do casal é que queria transar principalmente com minha peguete eu já logo fiquei com o pau latejando mas como tudo que é bom dura pouco tinha uma condição que para transar com a mulher dele eu teria que comer ele primeiro na hora acabou o tesao e não quis aceitar essa condição pois não é a minha praia nada contra quem curte minha peguete porém ficou doidinha para sair com a mulher porém não foi naquela noite que iria rolar. Porém ao falar isto liberou sua verdadeira face, era uma travesti, linda super feminina e delicada. Minha mulher passou a olhar o rosto dos homens que a tocavam e não raro deixava as carícias rolarem.

– Que tarado! Mas muito obrigada! Qual seu nome?– Rafael e o seu delicia?– Nathália. Assim que comecei a chupar a pica de Scheila, que era quem tinha o maior pau entre nós três, Pedro sugeriu que fossemos para a cama.