Repartiram a bucetinha da esposa

Repartiram a bucetinha da esposa

Repartiram a bucetinha da esposa

Entrei na sala com o coração disparado e com a boceta piscando de tesão e quando eu estava passando por cima do seu rosto, com as pernas abertas, uma força do outro mundo, puxou o meu corpo para baixo, me fazendo sentar com a boceta na sua boca, na hora eu senti a sua língua, invadindo a minha bucetinha, aquela coisa quente e molhada, entrava na boceta e lambia o meu clitóris, meu tesão foi aumentando, eu comecei a rebolar, abri a sua bermuda e tirei o seu pau pra fora, era um pau maravilhoso, grosso bonito e gostoso, soquei na boca e comecei a chupar, com aquele pau gostoso na boca e aquela língua dentro da minha boceta, não teve como segurar aquele intenso tesão, gemendo e rebolando, dei uma bela duma gozada, em sua língua quente e deliciosa.

Chegando bem próxima a mim ela disse: “Você deve valer muito a pena, para ele ter aberto uma exceção como essa”. Gozei por todo o corpo dela, a visão daquela menina tão gostosa e com o corpo todo esporrado era única. Apesar de ser uma pessoa muito perfeccionista do ponto de vista técnico e, nesse campo, não permitir o mais pequeno deslize; está sempre pronto para ajudar e ouvir quem quer que o procure.

Aos poucos, descobri meu corpo através de masturbação rápida no banho e escorregar o dedo na bunda.

de um jeito ou de outro.

E no início do mês passado resolvemos fazer diferente, já havia combinado com minha esposa que se fôssemos na casa do meu amigo, ela iria sem calcinha, e um determinado dia resolvemos ir na casa dele, o avisei com antecedência e pedi que nos esperasse já no portão e assim o fizemos, ao chegarmos ele já estava com o portão aberto, só entramos e ele fechou e trancou. Ela disse que eu estava desvirginando o cú dela, e que a partir desse momento eu teria que satisfazer mãe e filha.

Eu ficara atordoado com tudo aquilo.

Quer que eu continue?” Ela virou e disse,”tas louco? ” ele resp ” sim”.