Puta de corno abrindo a buceta

20 seg

Categoria:

Tag: , ,

visualizações

20 seg

Categoria:

Tag: , ,

Puta de corno abrindo a buceta

Puta de corno abrindo a buceta

tomei um banho e disse a ela, que não adiantava insistir que se não a tivesse em meus braços não emprestaria o dinheiro, carina entrou no meu quarto eu estava acabando de colocar a bermuda ela chegou me ver só de cueca, mas não saiu do quarto, me aproximei dela e pedi um beijo, ela tentou se esquivar e eu disse: tá vendo você quer que eu te ajude mas foge de mim, ela sempre repetindo as mesmas palavras disse que me beijaria mas não iria transar comigo pois não poderia fazer isso com sua irmã, então envolvi minha cunhadinha gostosa em meus braços e ao mesmo tempo em que a beijava já fui passando a mão em todo seu corpo, principalmente nos seios e na bunda que é redondinha uma verdadeira delicia, ela se afastou e eu me aproximei e beijei-lhe novamente que boca gostosa, que saliva doce, eu não acreditava que aquilo estivesse acontecendo eram mais de 10 anos de tesão nessa mulher maravilhosa, então enlacei-a pela cintura e deitei-a na minha cama, ela ficou apavorada com medo de que alguém chegasse mas a acalmei, novamente comecei a beijar o rosto a boca o pescoço de minha cunhada, então prendi suas duas mãos no colchão e puxei um de seus seios pra fora, gente que teta maravilhosa de média pra grande, branquinha e com auréulas rosadas, xupei como um desesperado enquanto esfregava meu pau duro na boceta dela sem tirar-mos a roupa.

Depois de 14 anos de casados, ele veio com aquele papo (que nós já conhecemos como o papo da vontade de ser corno…) de que precisavam incrementar o casamento, que estavam caindo na rotina… quem sabe se ela transasse com um outro não iria melhorar as coisas…Como quase toda esposa, quando ele começou a jogar essa conversa mole pra cima dela, ficou revoltada, achou que o marido não gostava mais dela, que estava procurando safadezas… mas ele insistia. Senti ela se abrindo, enquanto chupava o outro ele ia alternando as estocadas com dedadas no meu cuzinho ainda virgem. Depois de gozar eles se deitaram e ele foi fazer um boquete nela, ele abriu bem as pernas dela pra ver a buceta, e meteu a língua a chupar. Ele então me olhou da mesma forma que tinha feito na noite anterior e pediu: “-Dá pra mim? Senta no meu pau?”.