Porno Caseiro Dos Bons Novinha Nua Sendo Fudida Para Tarado Puteiro Em JoÃo Pessoa ParaÍba

visualizações

77 seg

Categoria:

Tag: , ,

Porno Caseiro Dos Bons Novinha Nua Sendo Fudida Para Tarado Puteiro Em JoÃo Pessoa ParaÍba

Porno Caseiro Dos Bons Novinha Nua Sendo Fudida Para Tarado Puteiro Em JoÃo Pessoa ParaÍba

""tudo começa quando pegamos um dia de clube, bebemos um pouco ela mari 1,67 1,15 de bunda morena cabelo lisoroupas sempre curtas, depois de tomar um banho de piscina fomos ao vestiário tomar uma ducha, ela no femininoeu no masculino, depois de lavar o corpo todo fiquei esperando por ela que estava demorandofui ao vestiario chamei ninguem respondeu, entao depois de uns 5 minutos ela disse estou saindo, entao fuiesperar na mesa, e nada voltei ao banheiro ela nao estava respondendo, tomei a coragem de entrar ja que nao haviamuitas pessoas no chuveiro, fui abrindo as portas para ver aonde ela estava, entao vi um box que estavacom o chao de borracha preto ate branco de goza de macho, todo esporrado no chao, logo imaginei que ela pudesseestar transando com alguem, passei a mao na goza,ouvi a voz dela na porta do banheiro entao fui olhar ela estava despedindode um amigo, esperei para que pudesse ouvir mais ela foi em direcao a saida, entao fui atraz dela e chamei, quando ela veio puxei elaenfiei o dedo cheio de gozo no cuzinho dela, a gostosa estava com o cuzinho todo lasciado, levou a propia goza da transa dentro do cusinhosem saber, ao chegar em casa eu disse que havia enfiado um gozo de outro macho no cuzinho dela, a xota dela escorria de tanto tesao quando falava nisso.

Enviado: 30 de dezembro de 2002 12:06Ola pessoal, vou compartilhar com você uns fato ocorrido na minha vida, eu sou casado, me casei muio novo, tive que trabalhar a muito, minha esposa também bem novinha, ainda virgem, eu fui seu único namorado, ela de uma família muito tradicional, religiosa, muito pacata, mas foi se soltando e na vida sexual a gente de da muito bem, mesmo porque ela nunca teve nenhum contato com outro homem a não ser eu, mais mesmo assim fazemos der tudo anal, vaginal, oral, já estamos bem desenvolvidos, ela estudava, se formou professora, uma mulher linda, 1. Verdade padrão eu tenho que da um jeito é no Gabriel que é virgem ate hoje patrão, levar ele num puteiro talvez… rimos junto.

Ele ficou metendo nesse ritmo sem parar, eu sentia a mesa tremendo e saindo do lugar, sendo empurrada junto com o movimento dele. "Começou a beijar minha clavícula, isso mesmo,um dos meus pontos fracos,mordia com sutileza,subia para o pescoço e voltava novamente, beijou meu ombro,começou a descer para os meus seios,iniciou uma série de beijos,chupadas,mordiscadas,alguns puxõeszinhos de leve,isso me deixava com as pernas bambas,principalmente as chupadas e lambidas…chego de viajem , pois fui morar em outra cidade no são joao venho visitar meus pais. Passamos a desenvolver o fetiche dela fazer programas ser paga, e ter que ser puta e fazer o que o macho que a está pagando quisesse, fizemos vários programas assim, inclusive um garotão gozou no rosto dela parecia filme pornô.

Na ponta ficava circulando com a língua dura e depois engolia toda a tora, fazendo ela desaparecer na sua garganta! Ele chupava com empolgação, de onde eu estava eu podia escutar o ruído suculento da sua boca sendo fudida.

– Natalia: Desculpe, você não quer almoçar comigo? (não sei como tive coragem de dizer isso)Sou o Nerd tenho 33 anos somos de sp capital e sempre fui muito tarado, porém muito discreto, em 2010 conheci a minha alma gêmea para o sexo… Vou chama lá de JJ, eu sempre olhava ela com desejos, admirava aquele corpo perfeito, peitinhos durinhos e bumbum empinado, bariga lisinha e cara de santinha, mas eu sabia que por trás de um rosto angelical tinha uma vadia, aos poucos fui me aproximando dela e pouco a pouco começamos a nos conhecer, falar coisas de trabalhos e das nossas vidas e em um belo dia de calor resolvemos tomar uma cerveja após o dia cansativo de trabalho, saímos da empresa e fomos para um bar e começamos a beber e falar sobre as nossas vidas e papo vai papo vem começamos a sair do limite e iniciamos um papo sobre sexo, ela me perguntou se atras de um rosto de nerd tinha um safado e eu falei que não seria um rosto de safado mas sim de um tarado, então eu perguntei para ela se atras de uma mocinha angelical teria uma vadia e ela com um sorriso safado me respondeu que sim e se eu gostaria de conhecer o outro lado da mocinha angelical? respondi imediatamente que sim e pedimos a conta e fomos para um Motel na Marginal Pinheiros de SP, chegamos lá já começamos a nos despir e ela imediatamente abaixou bem devagar pegou na minha rola e falou que era como ela imaginava, eu estava muito exitado com o pau extremamente duro e ela não demorou para iniciar umas belas chupadas com aquela boquinha carnuda, me chupava como nunca fui chupado, colocava toda a minha rola na boca até engasgar e tirava ela toda babada e me dava um sorriso de quem queria muito mais, aos poucos ela foi se soltando mais e mais e então ela virou de quatro e falou para eu bater com o meu pau na bunda dela, respondi imediatamente com um sorriso e iniciei as batidas de rola na bunda dela, aos poucos vi que o clima estava mais que quente e então iniciarmos uma foda animal, a JJ gemia muito, nunca ouvi uns gemidos tão altos e gostoso, isso me dava mais tesão e cada gemida era uma estocada mais e mais forte, fizemos um sexo gostoso em todas posições possíveis e imagináveis, então para finalizar ela debruçou na cama empinou aquele bumbum e me pediu para eu foder o seu cuzinho, mais que de pressa eu coloquei a cabeça do meu pau na portinha do cuzinho dela e comecei a colocar bem devagar, aos poucos ela foi relaxando e minha rola foi sumindo em seu cuzinho, começamos bem devagar e aos poucos fui aumentando as estocadas em seu bumbum e ela adorando a maneira em que eu esta fodendo aquele cú gemia muito, dei umas belas bombadas e depois de um bom tempo de foda ela começou a se masturbar e gemia mais e mais alto até gozar, depois que ela gozou muito ela me pediu para eu encher o rabinho dela de leite quente, isso me deu um tesão que na hora eu bombei mais forte e comecei a gozar como um louco… depois desta foda viramos dois putos, safados, transamos muito mais e em vários locais da empresa, mais estes outros eu vou contar para vcs nas próximas oportunidades. Não demorou muito e nos pegamos elaborando um plano pra que ela seduzisse o caseiro. Conhecemos a 02 anos um casal da Paraíba, na faixa dos 40 que mudaram para nossa cidade ficaram nossos amigos.