Novinha Batendo Siririca Buceta Piscando

Novinha Batendo Siririca Buceta Piscando

Novinha  Batendo Siririca Buceta Piscando

Entrei na sala com o coração disparado e com a boceta piscando de tesão e quando eu estava passando por cima do seu rosto, com as pernas abertas, uma força do outro mundo, puxou o meu corpo para baixo, me fazendo sentar com a boceta na sua boca, na hora eu senti a sua língua, invadindo a minha bucetinha, aquela coisa quente e molhada, entrava na boceta e lambia o meu clitóris, meu tesão foi aumentando, eu comecei a rebolar, abri a sua bermuda e tirei o seu pau pra fora, era um pau maravilhoso, grosso bonito e gostoso, soquei na boca e comecei a chupar, com aquele pau gostoso na boca e aquela língua dentro da minha boceta, não teve como segurar aquele intenso tesão, gemendo e rebolando, dei uma bela duma gozada, em sua língua quente e deliciosa. No carro, perguntei, com voz trêmula, qual o tamanho do seu cassete, ela riu muito e disse que seria uma surpresa.

Fui iniciada no sexo por meu próprio pai, o Dr Delço, um advogado muito respeitado e severo mas que na verdade é um safado comedor de novinhas, nada de pedofilia, meu pai como advogado não é otário, adora uma novinha desde que maior de dezoito anos.

Depois de tudo o que aconteceu, sabia que se metesse rápido, logo gozaria, então diminuí o ritmo.

Ele voltou a me beijar e então levantou seu corpo, colocou sua mão na minha lateral e fez sinal para que eu virasse de costas.

Então vá esposa e não se preocupe teu marido fica batendo uma deliciosa esperando.

Era delicioso ver aquele homem no meio das minhas pernas, concentrado, com os olhos fechados enquanto beijava minha buceta. Ele mandou eu não contar isso a ninguém. Minha mãe então pediu que ela ficasse tranquila, pois falaria com Gabi e além do mais, ela e tia Sandrinha estavam dando pra nós e em nenhum momento nós as desrespeitamos.

Fui-me novamente para a agua, me lavei e fiquei vendo ela siriricar a buceta, rindo pra mim.