Mostrando A Bucetinha Para Meus Fãs

2 min

Categoria:

Tag: , ,

visualizações

2 min

Categoria:

Tag: , ,

Mostrando A Bucetinha Para Meus Fãs

Mostrando A Bucetinha Para Meus Fãs

Fui na intenção de ver alguma coisa,bater uma e finalmente gozar,olhei ela apagada só de lençol com uma camiseta minha, perdi o controle,puxei o lençol batendo uma e vi a bucetinha dela raspadinha, calculei que se encostasse a cabeça do pau nela ia ser de boa, dai aproveitei ,só que do nada ela sussurrou com voz mole: ‘Ta bom ai’?? Por causa do álcool, ao invés de me assustar eu subi beijando ela, que ficava dizendo bêbada: “sabia que era safado,sabia!”.

E depois de hoje, EU vou querer um RAPAZ para mim.

Arrancou minha roupa com força me deixando pelado com a bundona exposta para o deleite dele.

Também brincava com as bolas, passando a língua, engolindo e voltava pro pau. Ela abaixou as alcinhas mostrando os peitões. – Você me dá muitos problemas… – Falou, pegando no meu pau e me punhetando.

Coloquei a cabecinha no cuzinho dela e ela começou a soltar ums gemidinhos, com mistura de dor que tava me deixando cada vez mais maluco, nisso fui empurrando aos poucos e ela gemendo falando pra nao enfiar tudo de uma vez, e continuei ate ele entrar todo, quando entrou todo, falei pra ela que ia começar a bombar no cuzinho dela que era pra ela aguentar, e ela disse que podia mandar ver, ai comecei a empurrar de vagarinho e tirar, quando vi que ja tava no ponto comecei a cutucar firme ela, e ela la gemendo, segurei ela pelos cabelos e comecei a comer aquele cuzinho bem forte, escutava o barullho da bundinha dela batando em meu corpo, aquele cuzinho tava me deixando louco, e ela pedindo cada vez mais, e eu cada vez mais bombando, segurando seus seios e depois metendo o dedinho na buceta dela enquanto comia seu curzinho que ja nao era mais virgem, até quando falei que ia encher o cuzinho dela de porra e ela falou que ele era todo meu que eu fazia o que quiser com ele, foi quando soltei um jato de porra dentro do cuzinho dela, deixando ela todo meladinho, depois ainda enfiei no boca dela.

– Pô, Tiago, não vai dar não.