Massageando Um Pau Imenso Até Gozar

2 min

Categoria:

Tag: , , , ,

visualizações

2 min

Categoria:

Tag: , , , ,

Massageando Um Pau Imenso Até Gozar

Massageando Um Pau Imenso Até Gozar

Eu sempre fui um pervertido desde de criança sempre tive interesses sexuais forte, quando entrei na fase de adolescente até agora nos dias de hoje tenho grandes apetites sexuais, e depois em que comecei fazer academia e tomar vitaminas pra aumentar minha massa muscular passei ter um tipo de apetite sexual fora de controle, tão grande que não consigo fazer uma amizade com uma mulher sem interesse sexual, já fui demitido de uma empresa por motivo de transar com as funcionárias que se deixaram se levar pelos meus atos e fama que tenho,eu converso sempre com papos diretos que tem sexos na intenção de conseguir o que quero e muitas vezes tenho certeza que vou conseguir o que quero as vezes fica constrangedor mais eu não tenho vergonha com esse tipo de situação, já levei muitas pra cama de maneira muito fácil e sempre usei camisinha.

O barco estava bem cheio e você tinha a opção de sentar ou ficar de pé. Meu pau estava inchado, grande, duro igual uma vara na mão da Cris que não se fazia de rogada e apertava firme, massageando rapidamente, enquanto eu me contorcia na maca e minhas mãos buscavam as pernas dela.

-Para, para, eu vou gozar-ele disse segurando a minha cabeça e me fazendo olhar pra ele-vem cá, deixa eu te chupar.

– Me fode safada… arrebenta meu cuzinho!!E eu obedecia… meti bastante e quando estava quase gozando mandei ela me chupar novamente…Ela chupou e enfiou um dedo no meu cu, depois dois dedos… e ficou mamando e me fudendo com os dedos até eu encher a boca dela com minha porra!!Foi um prazer imenso!!Tomei um banho e me despedi promentendo voltar.

,já íamos no banheiro mijar e voltávamos com as cuecas molhadas de mijo e o quarto era só cheiro de mijo e cerva no ar.

Chegou sorridente, falando que tirara belas fotos, eu iria gostar muito! Fui com ela até o quarto e abri o jogo:– Quantas mais?– O que? Quantas fotos? Ah, não sei, um punhado…– Não estou falando de fotos.