Lekobrazil comendo a esposa do corno de quatro

visualizações

1 min 30 seg

Categoria:

Tag: , , , , , , , , , , , , , , , , ,

Lekobrazil comendo a esposa do corno de quatro

Lekobrazil comendo a esposa do corno de quatro

Sou casada, tenho 21 anos, branca, cabelos pretos, 1,58+-, tenho um corpo bonito, não sou magra nem gorda… Meu marido o Ricardo (fictício) tem 28 e ele é muito bonito também… Estava tudo bem até que o irmão do Ricardo, o Jonas, precisou mudar para nossa casa até ele conseguir um emprego de novo e resolver o que faria da vida, pois acabara de se separar de um casamento de 18 anos… Só pra constar, sua esposa o traiu com o melhor amigo… No inicio não gostei muito da historia, pois somos casados ainda de pouco e ter outro homem dentro de casa seria retirar toda nossa liberdade, mas o Ricardo ficou com dó do irmão e me convenceu a o deixar ficar, seria por pouco tempo, até ele voltar pro trabalho e arrumar um lugar pra morar… Os dias foram passando e o Jonas muito reservado usava o quarto que tínhamos para computador e sala de estar, nosso apto é minúsculo, e num determinado dia, qdo estava de folga da escola (sou professora) enquanto varria vi o cesto cheio de roupa suja, ele mesmo lavava a roupa dele, porém esta semana devido à procura direta de emprego ele não usou a lavadora… Jonas é bem mais velho, beirando os 45 anos, e bem mais responsável que o Ricardo que só não e mais bagunceiro por falta de espaço… Pensei em lavar as roupas dele junto com as de Ricardo, mas depois achei melhor que não, o Jonas era muito sistemático e desde sua chegada faz tudo pra não incomodar… Terminei de varrer e algo me puxou pra olhar as roupas sujas, não sei pq, abri o cesto e logo vi uma cueca Box branca,e um cheiro forte exalou da cesta, possivelmente sua roupa trocada de manhã ou na tarde do dia anterior, qdo fui levantar e olhar as demais peças, a cueca ainda estava úmida, senti um arrepio esquisito, e tirei a mão, fechei o cesto e sai… não consegui terminar de varrer o apto e voltei ao quarto de Jonas… abri o cesto e peguei a cueca de uma vez e cheguei ela mais perto do meu nariz e pude sentir o cheiro de esperma, ela estava úmida com certeza de um gozo, possivelmente ele se masturbou pela manha e limpou com a cueca… joguei no cesto novamente e sai, mas voltei, estava incomodada, e peguei a cueca de novo, ela ainda estava com o cheiro de macho, um macho diferente…fiquei atordoada com o que estava fazendo, nunca fiz isso com as cuecas do Ricardo, cheirei mais um pouco e a joguei no cesto novamente e não voltei mais… Neste dia foi um custo pra dormir… Alguns dias depois nova folga, e levantei logo depois do Ricardo e do Jonas saírem, minha curiosidade me matava, certifiquei que não estavam e fui correndo ao cesto, e para minha surpresa ao abri-lo, outra Box só que preta e aquele cheiro forte de novo, sem pensar puxei até meu rosto e pude sentir novamente ela bastante úmida, desta vez o cheiro estava mais forte e também o gozo ainda estava lá, muito molhada, soltei e corri pro meu quarto, voltei e novamente senti aquele cheiro que me deixava louca… Neste dia tentei limpar o apto pra esquecer, mas não conseguia e a todo momento estava com a Box na mão… qdo menos espero Jonas abre a porta do apto e me pega deitada no sofá cheirando sua cueca, ficamos um tempo calados, ele caminha e vai pro quarto, eu sem saber o que dizer vou até lá, peço desculpas e coloco a cueca no cesto… Ele me olha e pergunta: o que é isso Claudia? Confessei que não sabia o que estava acontecendo, mas em todos os dias de minha folga corria pra sentir o cheiro em sua cueca, me excitava demais aquele cheiro…E o Ricardo? Perguntou. Depois de 14 anos de casados, ele veio com aquele papo (que nós já conhecemos como o papo da vontade de ser corno…) de que precisavam incrementar o casamento, que estavam caindo na rotina… quem sabe se ela transasse com um outro não iria melhorar as coisas…Como quase toda esposa, quando ele começou a jogar essa conversa mole pra cima dela, ficou revoltada, achou que o marido não gostava mais dela, que estava procurando safadezas… mas ele insistia.

O Carlos tá comendo a minha mulher! Mas ela aceitou isto? Será que ainda não percebeu a diferença? Ele x Eu? Que merda.

engoli, lambi, senti cada centimetro dele latejando em minha boca…e fiz ele gozar bem gostoso, afinal tinhamos a noite inteira…Nessa hora, o Júlio largou a camera e me fodia de quatro enquanto eu lambia todo o leite que o nosso amigo havia derramado e vendo isso, ele gozou fartamente também.