Esposa mandando corno aprende com o amante

2 min

Categoria:

Tag: ,

visualizações

2 min

Categoria:

Tag: ,

Esposa mandando corno aprende com o amante

Esposa mandando corno aprende com o amante

Ela me pegou pelo cabelo e me colocou de joelho sobre a cama enfiou um dedo na minha buceta e um no meu cu e ficou olhando para mim.

Nesse instante ela deu um grito e disse: Continua. Continuei passando, passei protetor pelas pernas dela, a mão ”esbarrou” uma ou duas vezes na sua buceta, no entanto nada que ela me chama-se a atenção. – Sou forte mesmo – fez isso levantando os dois braços e flexionando, e mandando eu sentir. Depois de muita chupada na minha xoxota o corno do meu marido que estava sentado assistindo falou: “Agora come ela João, mete com força na buceta dessa vadia”.

– Em todos os cantos que vc puder e quiser. Ademais, ela observava que ser amante do professor tinha muitas vantagens: saiam com ele quando decidia jantar fora, alcançavam uma posição de liderança dentro da casa e soube até que uma delas havia feito uma viajem luxuosa para um resort em sua companhia.

Então ela continuou a fazer os movimentos, acelerando bastante, até que ele gozou e o esperma encheu a mão dela. Ainda assim, desde a punheta que bati a pensar nela, não consegui evitar olhar para ela e para a sua figura, mesmo vestida com calças.

Fomos pras muitas baladas e boates nas grandes cidades e percebi que Rogério gostava de me ver vestida bem sexy, não ficava preocupado se usasse roupas curtas ou muito decotadas. (escrito por Kaplan)De repente abre-se a porta do banheiro e sai minha esposa, cheirosa, totalmente nua, com a toalha enrolada nos cabelos, meu amigo não fez questão de disfarçar, viu aquela xaninha depiladinha, se aproximando e depois aquela bundinha deliciosa se afastando em direção ao mim. Enfim, melhorei minhas notas, meu pai ficou feliz e satisfeito por ter contratado um professor eficiente, mal sabe ele que o professor me dá aula de outra coisa que não se aprende na escola. Era Isabel:-tudo bem ai moço ?- perguntou, enquanto se aproximava da cama que eu estava sentado-Tudo!- respondi de cabeça baixa– Porque você atacou o Rogério ? Ele disse que foi sem motivo nem um. Fico assim sempre que estou ao seu lado.