Corno filmando a casada com outro

1 min 30 seg

Categoria:

Tag: , , ,

visualizações

1 min 30 seg

Categoria:

Tag: , , ,

Corno filmando a casada com outro

Corno filmando a casada com outro

-Acho que vai ter que se aliviar sozinha, olha só como está molhada… – ele sorria, me filmando, entendi o que ele queria… Comecei a me masturbar na frente dos dois, que se masturbavam me vendo faze-lo também… No final, acabei toda molhada e respirando ofegante. Excitada como estava, não demorou a gozar. Dessamarrou a corda qur prendia nicole a arvore e pediu para ela abaixar enquanto empinava a bunda para ele. Quando me movi, encaixei inconscientemente minha bunda em suas coxas e meu rabinhocomeçou a pressionar seu pau, que começou a responder, endurecendocontra o meu corpo.

E ele gozou um jato quente e fortedentro da minha boca.

Quem já leu as outras narrativas sabe que sou casada e que não sou lá muito fiel, visto que meu marido não atende as minhas necessidades sexuais básicas.

Sem perda de tempo me puxou e começou a me beijar levianamente, senti Douglas chegar por trás e a esfregar-se em minha bunda, confesso que aqueles dois pirralhos estavam me deixando louca de tesão, a mão de Arthur foi de encontro a minha buceta que já estava molhada e a bolinou por um tempo e em seguida guiou minha mão até seu pau. -É, CORNO, quero tomar leite naquela pica enorme.

Ele também quis tirar minha blusa, abaixou-se para beijar minha barriga e ia levantando a blusa deixando meu corpo a mostra lentamente até chegar novamente à minha boca e tirar minha blusa totalmente. Achei estranho, porem não dei muito bola. 65 de altura, 73 quilos, umas pernas grossas, uma bunda saliente carnuda, que chama muito a atenção dos admiradores de uma bela bunda.

Entrei na sala com o coração disparado e com a boceta piscando de tesão e quando eu estava passando por cima do seu rosto, com as pernas abertas, uma força do outro mundo, puxou o meu corpo para baixo, me fazendo sentar com a boceta na sua boca, na hora eu senti a sua língua, invadindo a minha bucetinha, aquela coisa quente e molhada, entrava na boceta e lambia o meu clitóris, meu tesão foi aumentando, eu comecei a rebolar, abri a sua bermuda e tirei o seu pau pra fora, era um pau maravilhoso, grosso bonito e gostoso, soquei na boca e comecei a chupar, com aquele pau gostoso na boca e aquela língua dentro da minha boceta, não teve como segurar aquele intenso tesão, gemendo e rebolando, dei uma bela duma gozada, em sua língua quente e deliciosa.

Eu já estava em outro mundo, sentia minhas pernas anestesiadas, parecia que eu estava flutuando, e o John me deu o golpe de misericórdia.

Gozei novamente e caí para frente com as pernas moles.