Casada Safada Dando Pra Outro E Falando Que O Corno Acha Ela Santa

60 seg

Categoria:

Tag: , , , ,

visualizações

60 seg

Categoria:

Tag: , , , ,

Casada Safada Dando Pra Outro E Falando Que O Corno Acha Ela Santa

Casada Safada Dando Pra Outro E Falando Que O Corno Acha Ela Santa

Meu conto começa com uma viagem de final de ano que fiz com minha mãe (45 anos) e irmã (20 anos) para as praias de Santa Catarina.

Uma mulher de 43 anos,morena,casada com um agrônomo e insatisfeita sexualmente.

Outro dia ela até insinuou que eu teria vontade de va-la transando com outro, dizendo-me que eu gostaria de ser corno, entretanto não retruquei, apenas não confirmei por medo de sua reação, mais na verdade so o fato dela ter feito este comentario, minha pica enrigesseu de forma que nunca havia enrigessido antes, chegava a latejar, e meu pensamento viajou e em minha fantasia eu a via sendo comida de todas as formas, enrabada, penetrada em sua linda vagina, chupada etc…, me via participando, me via apenas olhando, imnaginava ate ela transando longe de mim e depois me contando tudo, todos estes pensamentos me ecitam demais, fico louco, mais minha esposa em momento algum expressa ou deixa transparecer que toparia algo assim, e isso me deixa louco, pois não aguento mais de vontade de realizar minha fantasia, quando saio com minha mulher e ela coloca alguma roupa insinuante ou mais sensual, eu adoro, pois os homens olham para ela com uma tara que parece que vao avançar em cima dela, ela e dona de uma bomdinha maravilhoso, seu corpo e maravilhoso, seu rospo e muito lindo, tem tudo que qualquer homen desejaria ver numa mulher, caso ela aceitasse minha proposta em transar com outro, tenho certeza que o homemn não seria problema pois ela poderia escolher a vontade, pois candidato e o que não faltaria.

O tempo foi passando e nunca entrei no assunto com minha mulher para não assustar ela, aos poucos fui dando a entender que é completamente normal a realização dos desejos e se for feito com a aprovação de todos, porque não?Até que chegou o dia da mulher, dia 8 de março, terça feira e eu estava preparando uma surpresa para a Yasmin, comprei várias velas aromáticas, acendi alguns incensos e deixei o AP em meia luz, a noite iria ter muuuuiiiita putaria. Neste dia eu estava indo para uma entrevista de emprego, estava vestida toda comportada mas mesmo assim chamei a atenção do velho que foi logo falando: “Você sabia que eu tenho fetiche em foder uma mulher vestida assim? Toda séria?”, “Adoro fazer mulheres sérias de minha putinha na cama”. Depois de deixar o pau todo babado eu esfreguei minha buceta na cara dele e depois fui para cima daquela piroca dura sentar bastante enquanto gemia baixinho para os vizinhos não escutarem e falarem para o corno do meu marido. Não vejo a hora de aprontar mais com essa minha bucetinha que é muito safada!– Nem pensar, vai logo.