Casada gostosa dancando funk calcinha enfiada no rabo corno filma gostosa rebola

Casada gostosa dancando funk calcinha enfiada no rabo corno filma gostosa rebola

Casada gostosa dancando funk calcinha enfiada no rabo corno filma gostosa rebola

Tenho 36 anos, e o meu gatinho de apenas 19, sou casada mas meu marido esta para o Japão a 03 anos, a trabalho (Sou Brasileira). Marquei um horário no ponto com Tatiana, para que ela me desse as últimas dicas, vesti uma sainha curtíssima, emprestada pela Tatiana, sem calcinha e tomei três doses, segundo Tatiana, para facilitar nessa primeira vez. depois que parou de xupar disse agora chega, eu com a maior cara de piedade do mundo pedia pra que ela me deixasse xupar sua bocetinha só um pouco, carina dessa vez já não fez tanto doce, baixou a bermuda jeans que usava e em segundos eu estava novamente ajoelhado ao seua pés só que agora minha lingua furava sua bocetinha xeirosa e acariciava seu grelinho gostoso, todo cor de rosa, ela não se conteve e com dois dedos abriu sua bocetinha pra mim expondo aquele grelo rosado e pequeno, maravilhoso, em poucos minutos carina começou a dizer que não estava aguentando e que iria gozar, pra não acabar o clima parei de xupar sua xana e comecei beijando suas coxas roliças e gostosas, que pra mim só perde pras coxas de minha esposa.

E PRA MINHA SURPRESA A SAFADINHA MANDOU EU LEVANTAR O VESTIDO PARA O CARA BATER UMA BELA PUNHETA VENDO SUA CALCINHA ENFIADA ENQUANTO ELA MAMAVA MEU PAU.

Entrando no carro, um Cobalt todo insufilmado, ela esperou-me sentar e sentou por cima, no meu colo, em plena rua, as 6 da tarde, e começou a me beijar e perguntar se eu queria ainda transar com ela, como eu queria antes. Ela tirou a camisinha dele, chupou de novo o seu pau e sentou sobre ele, ainda que estivesse em meia recuperação, foi sentando, subindo e descendo até ficar bem duro de novo, então aumentou a velocidade e aproveitou, gozou duas vezes com ele, enquanto gozava me xingava e me chamava de corno, me chamava de chifrudo frouxo, de corno manso e mais e mais dava para o outro.

…meu cuzinho já estava todo melado com a baba dele e aquela língua não parava de invadir meu rabo, até que senti uma pressão enorme e uma dor que nunca tinha sentido antes, não sabia o que era então tentei me virar pra ver e ele não deixou, continuou forçando e meu cu tava rasgando literalmente até que levei a minha mão para ver o que era e sabe o que eu peguei na entrada do meu cu? Peguei o punho dele, pq a mão tava toda dentro do meu rabo e ele forçando, delirei de tesao quando senti aquilo que a dor passou, comecei a rebolar na mão dele e meu pai começou a balançar, logo saiu muita baba dele e como eu tava de bruços no carro eu pude ver escorrendo aquele semen do meu pai, não cheguei a gozar mas tava quase, então ele tirou a mão de dentro e começou a bater na minha bunda, me chamar de gostoso, de cadelinha, de safado, me mordeu nas costas e orelha e meteu sem camisinha mesmo, com força e tesão, estava tomado pelo prazer, arranhava minhas costas, passava a mão, apertava minha bunda e eu pra provocar empinava bem e forçava contra o pau dele, ele gemia e uivava de tesão até que disse que ia gozar e perguntou onde eu queria, então eu pedi na boca, ele tirou de dentro e antes de eu começar a chupar peguei meu celular e liguei o flash pois estava noite e coloquei filmar e alcancei pra ele enquanto comecei a chupar aquele pau gostoso, lambi as bolas e passei a língua no cuzinho, ele gritou e disse que ia gozar, então eu chupei com vontade enquanto ele me filmava, jorrou porra na minha garganta que cheguei engasgar, tirei da boca e deixei derramar aquele leite grosso e cheiroso na minha barba e cara enquanto eu olhava pro celular com cara de safado, bati o pau na minha cara ate sair tudinho, muita porra, entrou ate no meu nariz. Pegamos camarote e ficamos bebendo a noite toda dançando entre nós, estávamos eu minha irma, minha prima e seu marido e mais o casal de amigos dele. Ela saiu de cima e disse:-– Meu, vcs precisam experimentar a buceta dessa mulher, é gostosa demais.