Amante Tirando Cabaço Do Cuzinho Da Casada E Marido Incentivando A Foda

49 seg

Categoria:

Tag:

visualizações

49 seg

Categoria:

Tag:

Amante Tirando Cabaço Do Cuzinho Da Casada E Marido Incentivando A Foda

Amante Tirando Cabaço Do Cuzinho Da Casada E Marido Incentivando A Foda

Nesse exato momento tirou a parte de cima do biquíni de Bianca, incentivando a putaria.

Marcelinha puxa o cabelo de Claudia e pede para fazer um 69, prontamente Claudia tira suas próprias roupas bem rápido, pois a putinha já estava toda molhada, Marcelinha ainda de calcinha, colocou ela de lado e pediu para ficar por baixo de Claudia, elas começaram aquele 69 safado, eu me levantei e fui ficar perto do rosto de Claudia, observando e aproveitando para melhorar na arte de chupar uma buceta, Claudia concerteza sabia dar prazer para Marcelinha, ela segurava a bunda de Claudia com as duas mãos que quase furava com suas unhas, eu excitado para caralho dei a volta e fui tirando meu pau para fora apontei no rabo de Claudia, quando ela percebeu para de chupar Marcelinha, olhou para mim e disse:C – Calma gato, daqui a pouco é sua vez, aproveita o espetáculo. Ela é casada com um cara que ia teve outros filhos de outro casamento, para o meu prazer haha e na Páscoa ele levou o filho mais velho ao sítio.

O sexo foi maravilhoso, uma buceta gordinha bem suada…"Oi, meu nome é Ceci, vou contar a vocês o dia em que perdi o cabaço do meu cú com uma DP incrível. E logo voltei chupar aquele cuzinho e aquela bucetinha, enquanto chupava eu masturbava a Yasmin em baixo dela, me afastei um pouco, peguei o vibrador e coloquei na bucetinha da Nicoli, ela levantou, e gemeu bastante, sentiu o vibrador entrando na bucetinha dela e ficou rebolando, aos poucos ela voltou e começou a beijar a Yasmin e eu botei o meu dedinho no Cuzinho dela, ela ficou simplesmente louca, levantou de novo e começou a rebolar no meu dedo, a Yasmin olhou pra mim, deu uma risadinha, fez sinal pra continuar e botou a mão por baixo da Nicoli, pegando o vibrador e botando na bucetinha dela.

E deveria ser no motel, mas o sonho nas punheta que ele bate é pensar que estou não em motel e como esposa exemplar eu tinha que atende os desejos dele, haveria de ser numa pracinha escura atrás de casa e voltar rápido como uma esposa obediente pra sentar no cacete do marido. Eu andava muito nervosa e irritada, como eu ficava em casa o dia inteiro e sem nada para fazer, eu só pensava besteira e já estava prestes a arrumar um amante, para apagar o meu fogo e me deixar mais calma, mas não sei se foi sorte ou se foi assar, mas o inesperado aconteceu, quando eu conheci o meu sogro, eu vi que ele era um coroa enxuto, ele tinha cinquenta e seis anos, ele tinha um físico avantajado e demostrava ser muito forte e nesse meio tempo de angustia, eu já tinha pensado muito em seu corpo viril e a na possibilidade, de te ló em minha cama, era apenas uma fantasia.